Rima com vida

Alguma poesia faz parte da vida

Uma fração é encanto, outra, espanto

Outro tanto é acordar cedo – ganhar dinheiro

E fugir do verso -, certo que é desencanto

 

Alguma harmonia há de ter na lida

Para manter a cadência, no entanto

Quando se vê chega outro janeiro

Olha de trás, olha para frente, entretanto

 

Tudo nesse mundo passa ligeiro

Pare o tempo, deite um acalanto

Muito de poesia há de fazer parte da vida!

 

Toma tento, rapaz, sê matreiro

E ramo de arruda para tirar o quebranto

Muito de lida nessa poesia a ser vivida.